Connect with us

Telemedicina nos Estados e Municípios

Telemedicina reduz 45% das mortes por DCNT

A cidade de Tarumã já está colhendo os frutos da Telemedicina em apenas um ano desde que o projeto foi implantado na cidade. O número de mortes em Tarumã, por conta de doenças crônicas não transmissíveis, caiu 45% em comparação ao mesmo período do ano passado. A Telemedicina, inclusive, foi destaque no Programa Parcerias Municipais do Governo do Estado de São Paulo como uma prática inspiradora para os demais municípios.

O estudo, realizado entre os meses de janeiro e agosto de 2020, apontou que o número de óbitos em Tarumã decorrente de alguma DCNT caiu em 45%(de 20 para 11) quando comparado com o mesmo período em 2019, quando o projeto ainda não havia sido implantado.

De acordo com dados do DataSUS, do Governo Federal, as cidades do entorno de Tarumã, como Borá, Cândido Mota, Cruzália, Florínea, Lutécia, Maracaí, Palmital, Paraguaçu Paulista, Pedrinhas Paulista e Platina registraram, no mesmo período, um aumento de 18% de óbitos por DCNT, passando de 263 casos de janeiro a agosto de 2019, para 311 casos em 2020.

Desde a chegada da Telemedicina em Tarumã, todas as unidades de atenção básica, além do pronto-socorro, contam com um equipamento de eletrocardiograma. O exame é realizado no local, mesmo sem a presença de um cardiologista e transmitido a uma central, dotada de inteligência artificial, que faz a leitura do exame e encaminha para o especialista o exame e a sugestão diagnóstica. O que diminuiu consideravelmente o tempo de espera de diagnósticos.

Fonte: iSalut

Click to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *