Connect with us

Top

Teleatendimento

Teleatendimento se torna alternativa durante a crise da Covid-19

O teleatendimento tem sido uma alternativa constante e viável para consultas relacionadas à saúde durante a crise sanitária causada pela Covid-19 nos Hospitais Universitários Federais (HUFs) da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), vinculada ao Ministério da Educação (MEC). Essas unidades exercem a função de centros de referência de média e alta complexidade para o Sistema Único de Saúde (SUS).

O teleatendimento, além de dar celeridade à prestação do serviço de saúde, contribui para redução de custos e menor tempo de locomoção do paciente até o hospital. Esse formato de consulta foi regulamentado pela Lei 13.989, de abril de 2020, que dispõe sobre o uso da telemedicina durante a crise da doença.

Teleatendimento

Segundo o Ministério da Educação, no Hospital das Clínicas de Belo Horizonte, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), um dos que integram a Rede Ebserh, já foram prestados mais de 100 mil atendimentos virtuais voltados para Covid-19. O hospital criou um sistema automatizado de respostas, o chatbot, para auxiliar os pacientes.

O sistema chatbot também vem sendo usado pelo Hospital Universitário Lauro Wanderley, da Universidade Federal da Paraíba (HULW/UFPB). Em junho de 2020, o Laboratório de Inteligência Artificial e Macroeconomia Computacional da UFPB construiu um chatbot chamado de “Dr. Labimec”, um software que trabalha e gerencia as trocas de mensagens simulando uma conversa humana. Entre as informações estão: formas de prevenção à Covid-19, principais sintomas da doença e sugestões de hospitais de referência.

Fonte: Ministério da Saúde

Click to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *