Connect with us

Telemedicina nos Estados e Municípios

Ministério da Defesa e Secretaria de Saúde de Goiás debatem projeto de telemedicina

O Secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto, General Manoel Luiz Narvaz Pafiadache e assessores, reuniram-se, na terça-feira (15), com o secretário de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), Ismael Alexandrino, e equipe. No encontro, que ocorreu em Goiânia, foi discutida a ampliação do projeto-piloto do Programa Nacional de Telemedicina (PNT).

Com o objetivo de criar uma infraestrutura profissional e tecnológica para propiciar o acesso a consultas, exames e tratamentos médicos sem o deslocamento do paciente aos grandes centros, o programa atuará em áreas de vulnerabilidade social. A previsão é de que mais de 60 milhões de pessoas sejam beneficiadas no Brasil.

Segundo o General Pafiadache, inicialmente, o pré-projeto foi feito em uma área carente do município de Cristalina (GO), em que levaram internet. Agora, o intuito é expandir para unidades básicas de saúde do interior de Goiás. “Além de conhecermos o trabalho do Secretário Ismael, ele atendeu a nossa proposta e percebeu a relevância do que está sendo feito. Trata-se de um projeto interministerial, com a participação de oito pastas do Governo Federal, todas com suas expertises e capacidades”, explicou o General Pafiadache.

Os detalhes do Programa de Telemedicina foram apresentados pelo gerente do projeto, General de Brigada Marco Antônio Martin, que destacou a necessidade de serem levantados os pontos mais carentes no Estado, com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) abaixo de 0,6, para a construção de uma proposta de expansão do projeto em Goiás.
O encontro aconteceu na sala de reuniões do Conecta SUS e teve a participação da subsecretária da SES, Luciana Vieira; dos superintendentes de Ação Integral à Saúde, Sandro Rodrigues; e de Tecnologia, Inovação e Sustentabilidade, Renato Alves.

Na ocasião, Ismael Alexandrino apresentou aos representantes do Ministério da Defesa, painéis de dados de saúde on-line e em tempo real do Conecta SUS. Ao final da reunião, definiram que a SES-GO irá colaborar com o projeto-piloto do PNT, que indicam quatro municípios que se encaixem no perfil já estabelecido para o início dos trabalhos em Goiás.

Também estabeleceram que todas as unidades públicas desses municípios a serem definidos passem a contar com a infraestrutura do PNT, que contará com a participação de agências, laboratórios e universidades públicas federais. Quando o programa estiver concluído e lançado pelo Executivo federal, será levado aos demais Estados da Federação.

“Aos poucos estamos realizando testes e essa expansão para o Estado de Goiás será muito pertinente. Logo, o PNT será lançado pelo Executivo e teremos um projeto permanente, eficiente, eficaz e efetivo que chegue aonde as pessoas estão precisando”, completou o General Pafiadache.

Fonte: Governo Federal

Click to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *